terça-feira, 30 de julho de 2019

Artista francesa leva #Miscigenação em pintura molecular para o Centro Cultural da FMP/Fase

Champanhe, rosa, areia e vela são alguns dos elementos utilizados em suas obras.

O Centro Cultural da FMP/Fase recebe, em curta temporada no Brasil, a artista plástica francesa StelH, que de 03 a 17 de agosto apresentará sua arte evolutiva com a temática da miscigenação. As obras terão a participação de artistas locais e do Rio de Janeiro. A inauguração da mostra está marcada para o dia 02 de agosto, às 18h.

StelH trabalha com o que chama de pintura molecular. Utilizando os quatro elementos fundamentais da natureza, água, ar, terra e fogo, ela mistura matérias vivas, vibrações e sentimentos, traduzindo o que entende por diversidade, fraternidade, vida. A artista deseja que o espectador se torne ator e explore livremente as próprias sensações nas criações propostas. “Eu me inspirei na pluralidade de identidade do Brasil para criar uma exposição onde a arte se torna alquimia, no intuito de conectar nossas humanidades, liberando as semelhanças delas para entregar uma mensagem de paz”, conta.

O curador da mostra, Claudio Partes, ressalta que a proposta vai além de uma exposição, mas pretende proporcionar, principalmente, a troca de experiências artísticas, técnicas e culturais entre StelH e artistas brasileiros. “Outro aspecto inovador e de grande diferencial nesse sentido é o Centro Cultural da FMP/Fase promover essa aproximação, esse intercâmbio, que irá gerar essa troca envolvendo artistas e público, visto não ser algo comum nos espaços culturais da cidade”, destaca o artista plástico.

Formada em Marketing, StelH (nome artístico de Estelle H.) nasceu em 1973, em Montauban, no Sul da França, e chegou à arte como autodidata. Seja em escultura, em poesia ou em pintura, suas obras são sempre cheias de humanidade e emoção. A artista utiliza materiais inusitados para compor suas obras, como champanhe, rosas, areia e vela. “As moléculas do vegetal interagem com a tela, as suas cores evoluem com o tempo de acordo com as suas interações químicas: numa tela, o mesmo vinho passará de rubi a rosa velho; numa outra, ele será azul acinzentado. As moléculas, em movimento, entram em diálogo, têm vida própria. O aleatório se imiscui nas peças de forma que surja a ordem ocultada na desordem aparente do real”, explica.

O Centro Cultural da FMP/Fase funciona de segunda a sexta-feira, das 09 às 21h, e sábado, das 09 às 18h. A entrada é franca.



Família aposta na excelência do ensino como herança de conhecimento e formação profissional


Ingressar no ensino superior vai muito além de se inscrever em um curso, pois essa decisão está totalmente atrelada a uma escolha que irá comprometer todo o currículo do futuro profissional. Isso porque a qualidade do ensino, o reconhecimento de excelência da instituição educadora e toda a experiência prática adquirida ao longo do período de estudos serão diferenciais para a inserção no mercado de trabalho, após adquirir o tão desejado diploma.

É exatamente neste contexto e com o entendimento de que o diploma deve ser bem mais do que um papel que atesta o conhecimento teórico, que uma família decidiu escolher a Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) como a instituição de formação profissional familiar.

 Andrea, Yuri, Maria Rita e Amanda contam as experiências que têm com a FMP/Fase.


O primeiro contato da família com a FMP/Fase foi através da experiência vivida por Amanda, que se formou em Administração na Fase, em 2017. Durante a vida acadêmica, a administradora participou de vários projetos oferecidos pela instituição de ensino, dentre eles a empresa Jr e a parte de monitoria, que segundo ela, fizeram total diferença na formação profissional.


“Eu acredito que a Fase dá a oportunidade aos alunos de conhecerem muitos vieses da profissão. Mesmo na faculdade, poder vivenciar na prática o que é uma consultoria, o dia a dia em uma empresa, além de aplicar monitoria. Eu fiz parte da monitoria aplicada na matéria de matemática financeira e descobri que tenho muita vontade de dar aulas. Então, é muito interessante você se descobrir dentro do curso, vendo várias vertentes de atuação disponíveis”, ressalta Amanda Gonçalves, formada em Administração pela FMP/Fase.

A vivência prática dos alunos durante o período de formação acadêmica chamou a atenção da Andrea, que inspirada em campanhas de incentivo à retomada dos estudos por pessoas mais maduras, resolveu realizar um sonho antigo de estudar Psicologia, que deixou de lado para cuidar de seu primeiro filho. Ela tem outras duas filhas, a Amanda, já formada pela instituição, e a Maria Rita, que vai iniciar as aulas em agosto deste ano, além do afilhado, Yuri, que está no 5º período do curso de Administração. A FMP/Fase implantou a campanha 50+, que oferece desconto de 50% em todas as mensalidades dos cursos de Administração, Psicologia, Recursos Humanos, Gestão Pública, Nutrição e Radiologia para as pessoas com 50 anos ou mais.

Andrea Ristow se inspirou em campanhas como a 50+, da FMP/Fase, para retornar aos estudos e realizar o sonho de se formar em Psicologia.


“Nós viemos fazer o vestibular juntas e foi muito bacana. Eu achei interessante a Fase ter proporcionado essa oportunidade do vestibular diferenciado para as pessoas de 50 anos ou mais. Isso me agradou muito. Depois de uma certa idade, de uma vida inteira construída, entrar numa faculdade onde a maior parte dos alunos a gente imagina que seja da idade dos nossos filhos, nos deixa com um certo receio, mas eu fui muito bem recebida e estou muito feliz. A história da nossa família com a Fase é realmente muito forte, pois a minha filha Amanda se formou aqui e por avaliarmos a qualidade do ensino, decidimos que queríamos prestar o vestibular”, explica Andrea Ristow, aluna do 2º período de Psicologia da FMP/Fase.

Vista aérea do Campus da FMP/Fase, na Avenida Barão do Rio Branco (Centro). As diversas salas multimídia, laboratórios com equipamentos de última geração e variados ambientes de estudo em contato com a natureza são grandes diferenciais observados pela família.


Na época em que prestaram vestibular, Andrea ingressou no curso de Psicologia da FMP/Fase e Maria Rita, que conseguiu passar para uma faculdade federal, até iniciou os estudos em outra cidade, mas optou por fazer transferência para o curso da Fase.

“Ao analisarmos a diferença do conteúdo estudado pela Amanda e o que a Maria Rita estava estudando, ficamos impressionadas. Não estou falando contra uma federal, mas realmente a Fase me encantou em todos os sentidos. O conteúdo, além da estrutura da faculdade, na minha opinião, realmente são os melhores para formar um excelente profissional. E aí, a Maria Rita decidiu vir para a Fase também”, comenta Andrea.

A filha caçula de Andrea vai iniciar os estudos na primeira semana de agosto deste ano, mas está ansiosa com tantas novidades. Diante do que a mãe, a irmã e o primo contam das experiências vividas na Fase, a expectativa para começar as aulas está muito alta.

“Eu vim para a Fase pela experiência positiva da minha família. Eu estudava em uma federal, mas acabei transferindo por conta da diferença de conteúdo que eu observava e o compromisso com os alunos. Já fiz o curso de teatro aqui na Fase e foi de grande importância para mim, porque era uma coisa que eu já sonhava em fazer e a oportunidade que me deu de conhecer outras pessoas foi incrível. Estou muito animada, porque amo interagir com as pessoas, fazer novas amizades”, conta Maria Rita Gonçalves, aluna do 1º período de Administração da FMP/Fase.

Totalmente informatizada, a Biblioteca da FMP/Fase conta com um acervo superior a 27 mil exemplares de livros, revistas e periódicos impressos e digitais.


Depois de analisar os diferenciais do curso de Administração da Fase, Yuri decidiu fazer a transferência, pois já havia concluído o primeiro período em outra universidade privada. A empresa de consultoria conduzida pelos alunos de Administração da Fase, a Petrópolis Jr., foi um grande atrativo para o aluno, além da didática aplicada logo no início do curso com o método Pitch, técnica que ensina os alunos a sintetizar em um discurso de cinco minutos a apresentação verbal concisa sobre uma empresa.

“A maior diferença que eu vi na Fase é o contato que os alunos têm com a coordenação e com os professores. O acesso direto a eles, pessoalmente e também através das plataformas digitais, enriquece muito o nosso processo de aprendizagem. Outra coisa que me atraiu foram os cursos de extensão, que são paralelos às disciplinas e nos possibilita ter acesso a outros profissionais atuantes no mercado de trabalho. Quando eu entrei na empresa Jr, estando no segundo período, fiquei encantado com a possibilidade de vivenciar na prática o que estudo. Atualmente, estou no cargo de diretor financeiro e está sendo muito legal”, destaca Yuri França, aluno do 5º período de Administração da FMP/Fase.

Garantindo a democratização do saber e o acesso ao ensino de qualidade, a Fase oferece diferentes formas para facilitar o ingresso no Ensino Superior de excelência. No processo seletivo do dia 08 de agosto, além da campanha 50+, a instituição de ensino também está oferecendo bolsas de até 50% de desconto nos cursos de Administração, Enfermagem, Nutrição, Odontologia, Psicologia, Radiologia e Recursos Humanos. São bolsas sociais e bolsas específicas para Técnicos de Enfermagem, Técnicos de Radiologia e Técnicos em demais áreas do conhecimento. Além disso, ainda são ofertados descontos de 30% para transferência e segunda graduação e 20% para funcionários de empresas conveniadas à FMP/Fase e seus dependentes, e ingresso através dos programas do governo: Fies e Prouni. Outras informações estão disponíveis no site www.fmpfase.edu.br ou pelos telefones (24) 2244-6471 e WhatsApp (24) 9 8865-0693.

segunda-feira, 29 de julho de 2019

Vestibular de Medicina

Os interessados em ingressar no curso de Medicina da Faculdade de Medicina de Petrópolis devem estar atentos, pois as inscrições para o vestibular 2020 começam no dia 20 de agosto e serão encerradas no dia 26 de setembro.

Considerada uma das melhores instituições conceituadas pela formação de profissionais com capacidade técnica, científica e humanística, a FMP/Fase é avaliada com nota máxima do MEC, conceito 5.

A FMP oferece aos alunos múltiplos cenários de aprendizagem prática, amplamente integrados à rede pública de saúde – Ambulatório Escola, Unidades de Saúde da Família, Departamento de Doenças Infecciosas e Parasitárias, Hospital de Ensino Alcides Carneiro, este certificado pelos Ministérios da Saúde e da Educação, dentre outros espaços parceiros para a prática profissional.

A prova para ingresso em 2020 será aplicada no dia 06 de outubro, em Petrópolis e no Rio de Janeiro. O candidato poderá escolher em qual semestre deseja iniciar os estudos, no ano que vem. As inscrições devem ser feitas no site da Fundação Cesgranrio: (www.cesgranrio.org.br), onde também está disponível o edital do processo seletivo.  

Fase promove curso de extensão com foco em Estudos sobre Envelhecimento

Com a proposta de proporcionar amplo conhecimento sobre a atuação de profissionais em projetos e programas voltados aos idosos, a Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) está com inscrições abertas para o novo curso de extensão em Estudos sobre Envelhecimento: as atividades físicas e o profissional de saúde. 

O curso é promovido pela UnatiFase, projeto do núcleo de extensão que visa contribuir para o engajamento do idoso em seu contexto social e econômico, através do estímulo da autoestima e do compartilhamento de conhecimento que melhore sua capacidade física, mental e intelectual. 

“O envelhecimento é apresentado como um processo mundial de repercussão na saúde de vários países. Esse curso é voltado aos alunos e profissionais interessados em trabalhar com a terceira idade, através de atividades coletivas e de prescrição individualizada, fundamentadas em abordagens de saúde teórico e práticas. Sendo a Fase precursora em abrir seus portões a um programa de Universidade Aberta da Terceira Idade, me parece fundamental preparar a demanda universitária interessada”, explica Renato Farjalla, professor de Educação Física e coordenador do curso de extensão da FMP/Fase. 

O curso será realizado no dia 14 de setembro (sábado), das 08h30 às 12h30, no campus da FMP/Fase. Para ter acesso a outras informações e às inscrições, acesse: www.fmpfase.edu.br.

Estudantes encontram na alimentação saudável maneira de empreender e criar o próprio negócio

Nunca se falou tanto em hábitos saudáveis, alimentação regrada, balanceada e todo o conjunto de preocupação com as refeições que fazemos todos os dias. Seja para evitar doenças ou mesmo para conseguir ter mais rendimento físico, com menos gordura e mais disposição para realizar as atividades do dia a dia, muitas pessoas procuram por nutricionistas para iniciar um plano alimentar diferenciado, que garanta todos os nutrientes e vitaminas para o organismo se manter saudável.

Dentro desse novo cenário, algumas alunas do curso de Nutrição da Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) encontraram uma oportunidade de aliar o que mais gostam de fazer profissionalmente, cuidar da saúde das pessoas através da alimentação, com a possibilidade de ingressar no ramo do empreendedorismo, montando suas próprias empresas no setor alimentício.

“A Fique Light foi criada em 2015. Nós observarmos relatos sobre opções de pães sem glúten disponíveis no mercado local. Nos reunimos e resolvemos criar não apenas um pão sem glúten tradicional, mas uma linha funcional. Hoje, trabalhamos com as opções de pães tradicionais, funcionais, sem glúten, sem lactose, sem açúcar e sem conservantes, palitinhos de queijo, uma linha de pães de queijo funcional e vegana, além de pães low carb. No início, trabalhávamos apenas com pessoa física, as entregas eram semanais e com pedidos antecipados apenas na cidade de Petrópolis. Atualmente, além desse público conseguimos chegar às lojas de produtos naturais e empórios nas cidades de Teresópolis, Miguel Pereira, Três Rios e Paraíba do Sul”, explica a ex-aluna da Fase, Mariana Martinelli Santana, nutricionista e sócia da empresa Fique Light.

As empreendedoras avaliam que as aulas voltadas para o empreendedorismo dentro do curso de Nutrição da Fase foram o fator decisivo para terem coragem de iniciar suas empresas, uma vez que o alicerce do conhecimento na área de economia e marketing foi crucial para direcionar as escolhas profissionais.

“A ideia de criar a empresa surgiu durante a faculdade. Quando comecei o curso não tinha noção de quantos segmentos a Nutrição atingia, pensei que fosse apenas mais voltado para consultório e a parte mais clínica. No decorrer dos períodos na faculdade, algumas disciplinas começaram a me chamar mais a atenção e percebi que queria trabalhar com isso. Conversei com a Bruna, que é minha sócia, e começamos a planejar a marca. O nosso objetivo é oferecer produtos que tenham boa qualidade nutricional e que colaborem para um estilo de vida mais saudável e mais equilibrado, para que nossos clientes possam comer com segurança sabendo exatamente o que estão ingerindo”, frisa a nutricionista Carolina Castro, sócia da empresa Nutrindo Paladar.

Com o crescimento de profissionais em todos os segmentos, as empreendedoras acreditam que é preciso não apenas escolher uma área de atuação, mas buscar algo inovador e explorar suas potencialidades, pois o público está ficando cada vez mais exigente, em busca de produtos diversificados, mas com alta qualidade nutricional. Outra questão que deve ser frisada é a necessidade de avaliar a inclusão do empreendedorismo na Nutrição, importante não apenas para o crescimento da criação de novas empresas ou novas áreas de atuação, mas também para auxiliar no sucesso e no crescimento, garantindo que essas novas empresas possam ser consolidadas no mercado.

“Em março de 2018, nós identificamos um nicho que não tinha atendimento. Começamos fornecendo as refeições em quentinhas para uma cantina em um box de cross fit. As parcerias foram crescendo, várias pessoas enviando dietas prescritas pelos nutricionistas e nos pedindo para preparar as refeições, para que pudessem seguir corretamente a dieta. Decidimos então trabalhar em duas vertentes, com cardápios fixos, que são trocados de três em três meses, e com as dietas personalizadas, com as refeições de substituição prescritas. As pessoas encomendam e a gente entrega os pedidos aos domingos pela manhã”, ressalta a nutricionista Letícia Rodrigues Fontanella, sócia da empresa Eat Fresh.

Em comum, as três empresas utilizam as redes sociais para divulgar os produtos e receber as encomendas dos clientes. Além disso, todas mantêm o posicionamento de tornar a alimentação saudável acessível, não apenas pela praticidade, mas também com custo benefício.