segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Especialização em DTM ganha nova turma na FMP/Fase


Ainda pouco estudadas no país, as Disfunções Temporomandibulares (DTMs) e as Dores Orofaciais são tema da especialização na área, promovida pela Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase). Com inscrições abertas para sua 14ª turma, o curso é voltado para cirurgiões-dentistas e fisioterapeutas, tendo como objetivo formar estes profissionais para o diagnóstico e o tratamento multidisciplinares integrados das condições dolorosas e/ou não funcionais que acometam as articulações temporomandibulares e/ou a musculatura mastigatória.

As aulas mensais terão início em abril, às sextas-feiras (manhã, tarde e noite) e aos sábados (manhã e tarde), em Petrópolis, com duração de 24 meses, totalizando 768 horas. No Ambulatório Escola da FMP/Fase, os alunos poderão participar do atendimento gratuito aos pacientes portadores destas condições. 

"O acompanhamento clínico multidisciplinar é fundamental para aliviar as dores e recuperar a capacidade funcional desses pacientes, e nossos alunos serão treinados para colaborar com esse processo", comenta o coordenador da especialização da FMP/Fase, Ricardo Tesch.

A instituição tem parceria com a Universidade de Pittsburgh (EUA) para a execução de projetos de Pesquisas Básicas e Clínicas Orientados para a Elucidação das Bases Genéticas Relacionadas ao Risco de DTM. Outra colaboração envolvendo o Programa de Pós-graduação, inclui as atividades de pesquisa desenvolvidas sob a gestão do Centro de Medicina Regenerativa da FMP/Fase.

Mais informações sobre a Especialização em DTM e Dor Orofacial, assim como as inscrições para o curso, estão disponíveis no site http://www.fmpfase.edu.br/pos/SitePos/indexCurso.aspx?controle=63

Fase oferece curso EAD de Terapia Nutricional Enteral


Aperfeiçoar estudantes e profissionais na prescrição e no cuidado em Terapia Nutricional Enteral é o objetivo do novo curso a distância da Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase), que estará disponível do dia 06 de maio a 09 de junho de 2019, no Ambiente Virtual de Aprendizagem da FMP/Fase.

“Um dos diferenciais desse curso de Nutrição Enteral a distância é que os alunos e os profissionais da área de saúde têm a oportunidade de adquirir conhecimentos de acordo com a disponibilidade de tempo, permitindo flexibilidade no aprendizado. Além disso, é financeiramente mais acessível. Os participantes têm a oportunidade de se capacitarem em diferentes áreas do conhecimento, indicado também para os profissionais de nível técnico”, destaca Cristina Gonçalves Hansel, doutora e mestre em Enfermagem, professora da FMP/Fase e uma das coordenadoras do curso EAD.

De acordo com a professora, esse tipo de tratamento, destinado a pacientes que não podem ou não conseguem se alimentar totalmente pela boca, a despeito de contarem com a integridade do aparelho digestivo e receberem a alimentação por meio de um tubo ou sonda flexível, necessita de conhecimentos específicos.

“Esse curso vai permitir que os alunos conheçam melhor essa área que é muito específica, as vias de acesso e os cuidados que devem ter com esse tipo de alimentação, os tipos de dietas e suas respectivas intercorrências, sabendo como lidar com elas. É um ganho de conhecimento significativo para a vida profissional”, salienta Cíntia Ramos Pereira Azara, mestre em Nutrição, coordenadora do curso de pós-graduação em Nutrição Clínica Funcional da FMP/Fase e também do curso EAD.

Outras informações e as inscrições, que devem ser feitas até o dia 02 de maio, estão disponíveis no site: http://www.fmpfase.edu.br/curso/2019_Curso/0419terapianutricional2019

Pós em Nutrição Clínica Funcional tem inscrição na FMP/Fase


Estão abertas as inscrições para a segunda turma de pós-graduação em Nutrição Clínica Funcional da Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase). A meta é capacitar nutricionistas para que possam atuar na prática clínica com conhecimentos atualizados em nutrição funcional e adequados às demandas atuais do mercado.

As aulas terão início em abril, em Petrópolis, aos sábados (manhã e tarde), quinzenalmente. Serão 15 meses de duração, totalizando 400 horas. Dessas, 25% serão de carga horária a distância. O estudo vai da fisiologia e da bioquímica aplicadas à nutrição funcional, passando pela saúde intestinal, manejo nutricional funcional no diabetes, doenças cardiovasculares, câncer e obesidade, além de doenças autoimunes e inflamatórias.
 
Estética, suplementação e gastronomia funcional também estarão em pauta, assim como tópicos como coaching, empreendedorismo, prática profissional e montagem de consultório. Um projeto integrador desenvolvido ao longo das aulas ligará os módulos do curso.

Segundo a coordenadora do curso, a nutricionista Cíntia Azara, a todo momento será reforçada a importância para a saúde da adoção de bons hábitos. "É importante escolher corretamente os alimentos de acordo com a necessidade individual, aplicação funcional e biodisponibilidade, sendo bom lembrar que não existe uma única dieta correta, existem necessidades individuais. A dieta deve sempre ser personalizada, porque o que faz bem para um não necessariamente faz ao outro. Focar na qualidade dos nutrientes também é fundamental. Não é só o valor energético da dieta que importa. A qualidade dos alimentos faz toda a diferença, e é mais importante do que as calorias", diz.

Outros detalhes sobre a especialização em Nutrição Clínica Funcional e as inscrições estão disponíveis no site http://www.fmpfase.edu.br/pos/SitePos/indexCurso.aspx?controle=70

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Quadra Poliesportiva


Comemorando mais uma etapa da expansão do campus, a Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) realizou, na última quarta-feira(13), a inauguração da sua quadra poliesportiva com atividades voltadas para os funcionários da instituição. A programação envolveu diversos jogos, como queimada, corrida com obstáculos, futsal, zumba entre outras atividades. A faculdade também abrirá o espaço para uso pelo público externo. Estudantes de outras universidades, escolas e demais pessoas interessadas podem obter mais informações pelo telefone (24) 2244-6480.
Confira algumas fotos!
 






Programação da Semana de 17 a 23 de fevereiro de 2019

 
PROGRAMAS PRODUZIDOS PELA FASE TV:
 

Programa EM QUESTÃO
Tema: Alimentos Antioxidantes
A evolução da ciência nas últimas décadas tem comprovado o papel dos alimentos na manutenção da saúde e na prevenção de doenças. Descobrimos que além de nutrir nosso corpo, os alimentos também podem ser funcionais, ou seja: trazer outros benefícios para o organismo. Nessa lista, os antioxidantes têm destaque. Eles neutralizam os efeitos nocivos dos “radicais livres”, causadores do envelhecimento precoce de nossas células. O episódio sobre alimentos antioxidantes tem como convidada a nutricionista Juliana Schaefer, ex-aluna da FMP/Fase.
Em Questão: Domingo, 21h
                     Segunda, 15h
                     Terça, 20h
                     Quarta, 18h
                     Quinta, 12h
                     Sexta, 9h e 21h
                     Sábado, 12h e 18h


        
Programa ARTE & CULTURA                
Tema: Gastão Villeroy: Conexão Musical
Gastão Villeroy tem no DNA os traços musicais herdados do pai. Ele é contrabaixista, compositor e cantor. Na estrada acompanhou diversos artistas como Milton Nascimento, Samuel Rosa, Lenine e Maria Gadú, como contrabaixista. Em 2016, se aventurou em carreira solo e lançou o seu primeiro disco, “Amazônia Amazônia”.
Arte & Cultura – Domingo, 12h e 18h
                            Segunda, 18h
                            Terça, 9h e 21h
                            Quarta, 15h
                            Quinta, 20h
                            Sexta, 18h
                            Sábado, 9h e 21h                    

Programa MINUTO FASE
Tema: Feira Sustentável - Psicologia
Atrações cultuais, produtores orgânicos e coleta de doações. Assim é a Feira Sustentável organizada pelos alunos de Psicologia da FMP/Fase, que acontece todos os meses no hall da faculdade.  A ideia é promover o consumo consciente. Para os produtores agrícolas e artesãos locais, o evento é uma oportunidade de aproximação e divulgação de seus produtos ao consumidor.

Tema: “Nós temos o direito de saber o que comemos” – Nova Rotulagem
Quem nunca teve uma dificuldade para entender os rótulos nutricionais?  Afinal são letras miudinhas escondidas na embalagem, com nomes incompreensíveis. Para a informação ficar mais clara, a Aliança pela Alimentação Saudável e Adequada  lançou a campanha “Nós temos o direito de saber o que comemos”.  O objetivo é garantir um novo padrão de rotulagem dos produtos alimentícios. O curso de Nutrição da FMP/Fase abraçou a causa e foi às ruas orientar a população.
Minuto Fase: Nos intervalos, ao longo da programação.

Programa AO REDOR
Tema: Papo Reto
O episódio apresenta um exemplo do programa conjunto da ONU “Segurança com Cidadania”: o projeto Papo Reto, desenvolvido na Grande São Pedro, próxima a Vitória, no Espírito Santo. A iniciativa tem como meta reduzir em 25% a taxa de homicídios de jovens entre 15 e 24 anos até 2016. Um dos focos principais do trabalho é acabar com a rejeição da comunidade em relação às forças policiais, mostrando um outro lado dos profissionais de segurança.
Ao Redor: Terça, 14h30
                 Sexta, 10h
                 Domingo, 13h      


Programa COMO VAI VOCÊ?
Tema: Egressos de Medicina – Turma 1982 - Marcia Mulinari – Médica Nuclear
Marcia Mulinari manteve a turma de Medicina de 1982 da FMP unida durante os últimos 36 anos. Ela é uma das organizadoras dos 3 encontros anuais que o grupo faz regulamente. Depois de formada, Marcia fez especialização em Medicina Nuclear, segmento onde atua até hoje, em São Paulo. Na visita ao campus da faculdade, em Petrópolis, a médica se emocionou em vários momentos ao relembrar a jornada de estudante e a importância desse aprendizado para sua vida profissional.
 “Como vai você?”: Nos intervalos, ao longo da programação.

FAIXA INTERATIVA

DOMINGO: Arte & Cultura - Frederico Puppi: Infinitos Universos

SEGUNDA: Arte & Cultura - Rodolfo Medeiros: Diversidade em cena

TERÇA: Arte & Cultura - O Alfaiate de Asas - Claudio Partes

QUARTA: Arte & Cultura - Marco Aurêh: A Arte de Transcender

QUINTA: Arte & Cultura - Anderson Vaz: Samba Sem Agrotóxico

SEXTA: Arte & Cultura - Paulo Carvalho: O Teatro como Ofício

SÁBADO: Arte & Cultura - Projeto DAMI: Digitalização do Acervo do Museu Imperial

Faixa Interativa: Diariamente em quatro horários: 5h, 11h, 17h e 23h

 
PROGRAMAS PRODUZIDOS POR PARCEIROS DA FASE TV:

 

Programa TOME CIÊNCIA            
Tema: Inclusão no novo mundo digital
Ir ao caixa eletrônico e passar o cartão na máquina é algo aparentemente simples para quem assimilou o raciocínio de quem criou aquela máquina. Para quem se candidata a um emprego, o uso do computador pode ser decisivo na conquista da vaga. Atualmente, quem não tem acesso à internet ou ao uso de computadores é, de certa forma, um analfabeto; um analfabeto digital. Também chamada por alguns de apartheid digital, a exclusão digital ainda é uma realidade em nosso país: 100 milhões de pessoas ainda não acessam internet no Brasil, pelo menos até 2008, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. Um desequilíbrio que levou o presidente Lula, no final de 2009, a afirmar que a inclusão digital, da mesma forma como a inclusão social, deve ser encarada como uma prioridade nacional, o que levou o governo a acelerar providências para implantar a banda larga em todo o país. Mas existem sinais de melhoras e o Brasil já tem a maior média mundial de tempo de acesso. O que não representa dizer bom uso das ferramentas, pois até a existência de computadores não garante necessariamente a qualidade do ensino. Os especialistas convidados debatem as formas de utilizar esse novo mundo das comunicações: inclusão digital, computador em sala de aula, programas livres ou nacionais, educação a distância e interatividade da TV digital. Afinal, como a tecnologia pode mudar nossas vidas? O conteúdo deste programa foi sugerido pela Sociedade Brasileira de Computação, que é vinculada à Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – a SBPC e, nesta condição, integra o conselho científico do Tome Ciência.
Tome Ciência: Quarta, 21h
                        Domingo, 15h


 
Programa LIGADO EM SAÚDE           
Tema: HIV na 3ª Idade
Segundo dados do Ministério da Saúde, o número de novos casos de pessoas com mais de 60 anos que contraíram HIV triplicou em 10 anos. O que explica esse aumento e como aumentar a prevenção nessa faixa etária é o que o programa vai discutir. Para aprofundar esse assunto, a apresentadora Marcela Morato conversa com a médica infectologista do Laboratório de Pesquisa Clínica em DST e AIDS do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz) Sandra Wagner.
Ligado em Saúde: Terça, 8h
    Quarta, 14h       
    Domingo, 19h30

Programa CIÊNCIA & LETRAS                 
Tema: A Poesia de Éle Semog
A poesia de Éle Semog, pseudônimo de Luiz Carlos Amaral Gomes, floresceu na efervescência cultural e política da década de 1970, que propiciou o ressurgimento do movimento negro. Autor negro, Semog participou de diversos grupos voltados ao estudo e à produção de poesia afrodescendente. Neste espisódio do Ciência & Letras, o apresentador Renato Farias recebe o poeta, escritor e ativista, Éle Semog, para uma enriquecedora conversa sobre sua obra.
Ciência & Letras: Domingo, 14h
                           
Segunda, 13h
                           
Quinta, 19h30

 
Programa CANAL SAÚDE NA ESTRADA                                          
Tema: PA - Santarém - Refugiados venezuelanos e saúde
Como uma cidade adapta seus serviços em saúde, educação e assistência para atender o aumento populacional gerado com a chegada de refugiados de outro país? Nesta edição do Canal Saúde na Estrada, fomos até Santarém, na região metropolitana do Pará, para mostrar a experiência do atendimento público aos mais de 100 refugiados da Venezuela que hoje vivem no local, em sua maioria, indígenas da tribo Warao. Um abrigo foi montado em uma antiga escola para receber os venezuelanos onde as famílias são atendidas pelas equipes de saúde e crianças têm aulas de português. Além da dos cuidados em saúde e iniciativas na área da educação, a assistência oferecida pelo município também se transforma em geração de renda, com feiras de artesanato Warao na cidade.
Canal Saúde na Estrada: Segunda, 19h
                                        Sábado, 14h30


Programa EM FAMÍLIA                      
Tema: Fumar
Fumar é um vício extremamente prejudicial à saúde e um hábito que pode prejudicar não apenas quem o tem, mas também quem está perto. No entanto, mesmo com todas as campanhas, fumar ainda é muito comum na nossa sociedade e a convivência entre fumantes e não fumantes requer algumas regras. Especialmente se for em família. E isso vale para o bom convívio, para que não se prejudique o outro ou até para a ajudar quem quer parar. Por isso, a apresentadora Mônica Bittencourt conversa com o fotógrafo Vinícius Nunes; com a CETAB/Fiocruz, Silvana Rubano; e com a supervisora de call center, Luciana Rosa sobre esse tema.
Em Família: Quarta, 16h
                    Domingo, 22h

Programa UNIDIVERSIDADE                            
Tema: Povos de Comunidades Tradicionais
Entre os povos e comunidades tradicionais do Brasil estão quilombolas, indígenas, caiçaras, entre outros. O programa está no Quilombo Campinho da Independência em Paraty, RJ, para falar com alguns representantes dessas três comunidades sobre a sua importância hoje em dia no Brasil.
Unidiversidade: Quinta, 16h
                          Domingo, 14h30


 
Programa HISTÓRIAS DE MÃE
Tema: Shantala
O "Histórias de Mãe" aborda um assunto delicioso, a Shantala. Você conhece? É uma massagem feita em bebês e crianças, que traz inúmeros benefícios. Vem ver!
Histórias de Mãe: Quarta, 20h30
                              Domingo, 13h30


Programa FASE.DOC
Tema: Em Roraima, cursos ajudam a preservar línguas indígenas
Desde 2009, cerca de 2 mil alunos foram certificados nos estudos das línguas macuxi e wapichana. “Esse foi um espaço para o meu reconhecimento, para valorizar a minha própria identidade”, diz Jama Perry, professora de wapichana. Em 2019, a ONU comemora o Ano Internacional das Línguas Indígenas. Confira mais nesta reportagem especial em vídeo do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio): bit.ly/linguaindigena2019

Tema: Você já parou para pensar o que “inclusão” de fato significa para pessoas trans?
A população trans brasileira logrou importantes conquistas nos últimos anos, a exemplo da vedação da “cura trans” por psicólogos e psicólogas, o uso do nome social na administração pública federal e a desjudicialização do procedimento para retificação de nome e gênero no registro civil. Apesar disso, dificuldades para acessar serviços públicos e gozar plenamente de direitos básicos como trabalho, saúde, educação, cultura ou assistência social continuam. Nesse vídeo, ativistas discutem o que significa “inclusão” de fato para a população trans no Brasil.

Tema: Mia Couto, escritor moçambicano
A ONU News conversou com o escritor Mia Couto. O moçambicano fala sobre desenvolvimento no seu país, a importância da língua portuguesa e o papel que os escritores podem ter nesses assuntos. O autor fala também sobre o seu último livro, “A Água e a Águia”, lançado em outubro de 2018.

Terma: Aldeia indígena em Maricá preserva o idioma guarani
A Aldeia Mata Verde Bonita (Tekoa Ka' Aguy Ovy Porã), visitada pela equipe do UNIC Rio, é uma das oito comunidades guaranis no estado do Rio, onde moram 73 pessoas em uma área de proteção ambiental com mais de 90 hectares. Sua língua materna é a variedade mbya do guarani, um idioma indígena do tronco tupi-guarani, falado por milhares de indígenas do Centro-Oeste ao Sul do Brasil e em países vizinhos, como Bolívia e Paraguai.
FASE.DOC: Terça, 18h
                  Domingo, 20h


Programa SALA DE CONVIDADOS
Tema: HIV / AIDS: Avanços e Desafios
Reconhecida como o mal do século XX, a AIDS é uma epidemia global, que se tornou estigmatizada por ter homossexuais como primeiras vítimas. Chegou a ser chamada de “câncer gay” pela falta de conhecimento da doença em si e das formas de transmissão. 36 milhões de pessoas no mundo têm HIV e 53% tem acesso ao tratamento, segundo dados de 2016 do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (Unaids). Esses dados ainda revelaram que a estimativa de pessoas que vivem com o vírus no Brasil chega a 866 mil. Apesar dos números, os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, conhecidos como ODS, pactuados em 2015 na Assembleia Geral das Nações Unidas (AGNU), têm em sua lista de metas a erradicação da epidemia de HIV no mundo até 2030. Os convidados para falar sobre o tema são a diretora do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), Valdiléa Veloso; o assessor de comunicação do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (Unaids), Daniel de Castro; e o psicólogo e coordenador da área de capacitação e treinamento da Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA).
Sala de Convidados: Segunda, 21h
                                  Sábado, 15h


 
Programa: BATE-PAPO NA SAÚDE
Tema: Oficina do CONASS sobre a Comunicação em Saúde
O programa esteve na 1ª Oficina de Comunicação em Saúde promovida pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), realizada em Vitória (ES), no dia 6 de novembro, com o objetivo de sensibilizar o primeiro escalão da Secretaria Estadual de Saúde do Espírito Santo a respeito da importância da comunicação. Você confere um balanço da experiência em uma conversa com a consultora do Conass, Ana Luiza Wenke, e com a assessora da Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo (SESA), Isabel Pimentel.
Bate-papo na Saúde: Quinta, 8h30
                                   Sábado, 19h


 
Programa: CURTA AGROECOLOGIA
Tema: Sempre Viva
"Sempre Viva", mostra a luta das comunidades tradicionais da Serra do Espinhaço em defesa de seu território e modo de vida. Há séculos essas pessoas apanham flores e frutos secos do cerrado nas campinas da região de Diamantina. Cultivaram esses ambientes e ajudaram a preservá-los durante séculos, mas unidades de conservação ambiental criadas nos últimos anos impedem seu acesso a seu território tradicional.
Curta Agroecologia: Segunda, 16h
                                 Sábado, 22h


 
Veja também o noticiário: Em Pauta na Saúde em quatro horários: 4h30, 10h30, 16h30 e 22h30.