terça-feira, 27 de junho de 2017

Médico explica diferença entre gripe e resfriado e dá dicas de prevenção durante o inverno


O inverno chegou e com ele as baixas temperaturas que afetam diretamente o organismo. Durante a estação mais fria do ano é comum que muitas pessoas comecem a apresentar ainda mais quadros de corizas, espirros, tosse, febre, inflamações de garganta, entre outros.

Para se cuidar, muitas pessoas recorrem aos antialérgicos, anti-inflamatórios e até mesmo ao uso de antibióticos. No entanto, a automedicação é um risco à saúde. É preciso entender o que está acontecendo com o corpo para identificar se os sintomas apresentados são de gripe ou de resfriado, para que assim possa ser feito o tratamento adequado. Você sabe qual é a diferença?

“A gripe é provocada pelo vírus Influenza e é uma doença mais grave, sendo o mais importante a profilaxia (medidas para prevenir ou atenuar doenças), como a vacina. Já o resfriado é provocado por diversos tipos de vírus e pode evoluir para uma pneumonia, por exemplo. Crianças, idosos e pessoas imunodeprimidas estão mais propensos a contrair os vírus e devem evitar lugares fechados. Má alimentação, poucas horas de sono e estresse contribuem para a queda da imunidade”, explica o diretor da Faculdade de Medicina de Petrópolis, Paulo Cesar Guimarães, que também é pediatra e infectologista.

Além de esclarecer a diferença entre gripe e resfriado, o médico sinaliza algumas dicas que, quando aplicadas corretamente, podem ajudar a combater o resfriado. Lembrando que o diagnóstico deve ser dado apenas por um médico e este indicar o tratamento adequado. 

“Utilizar soro fisiológico para desobstruir as narinas; Fazer uso de analgésicos e de nebulização, quando necessária; Ingestão de muito líquido, de preferência água; Repouso moderado e manter-se aquecido. A tosse é uma defesa do organismo, por isso não devem ser ingeridos antitussígenos e, sim, expectorantes. Lembrando que quanto menos remédio melhor”, destaca o médico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Departamento de Comunicação Faculdade Arthur Sá Earp Neto e Faculdade de Medicina de Petrópolis