quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Uma abordagem antroposófica na saúde é tema de palestra na Fase em agosto


Com o objetivo de apresentar a atuação da Antroposofia, a Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) promove, no dia 15 de agosto, às 18h, a palestra “Uma abordagem antroposófica na saúde”, que será realizada no auditório do prédio novo, no campus da instituição. O evento é gratuito e aberto ao público em geral.

De acordo com informações da página do Departamento de Atenção Básica, do Ministério da Saúde, a Antroposofia aplicada à saúde “leva em conta não apenas a doença, mas o ser humano e sua relação consigo e com o mundo, buscando fortalecer o indivíduo como um todo e cuidando de suas dimensões física, vital e emocional”.

A palestra será conduzida por Antonio José Marques, médico antroposófico, Mikhael Marques, médico nutrólogo antroposófico, Letícia Salazar Malta, cirurgiã-dentista antroposófica, Viviane Nakayana, terapeuta artística antroposófica, e Alexandra Mettrau, psicóloga e aconselhadora biográfica, que apresentarão, através de um caso médico, exemplos da aplicação da Antroposofia no âmbito da saúde.

É uma oportunidade para os interessados no tema se inteirarem dos benefícios da Antroposofia, que vem sendo uma das formas de cuidado contempladas na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde – PNPIC, presente no SUS desde 2006.

Além da palestra, quem quiser ampliar os conhecimentos sobre Medicina Antroposófica e suas terapias, poderá ingressar no curso de extensão em “Práticas Antroposóficas na Saúde”, que será realizado na FMP/Fase de 22 de agosto a 24 de novembro e terá 32 horas de carga horária.

As inscrições para a palestra vão até o dia 14 de agosto e podem ser feitas em http://www.fmpfase.edu.br/curso/2018_Curso/5218PraticasAntroposoficasNaSaude2018/ Mais informações sobre o curso também podem ser encontradas no site da instituição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Departamento de Comunicação Faculdade Arthur Sá Earp Neto e Faculdade de Medicina de Petrópolis