quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Natal Saudável


Dicas da professora de Nutrição da FMP/Fase, Brigitte Olichon.

1. Torta de bacalhau light

Ingredientes
Massa: 250g de ricota, 2 claras, 4 colheres (sopa) de azeite, 1 cebola picada, 2 tomates picados, 50g de azeitonas verdes picadas, salsa picada a gosto, 2 ovos, 2 claras, 1 xicara (chá) de creme de leite light, 1 pitada de sal, 4 colheres (sopa) de queijo ralado light.

Modo de preparo: Para massa, misturar a ricota, as claras, a farinha, temperar com sal e forrar o fundo e os lados de uma forma de torta de abrir. Para o recheio, deixar o bacalhau de molho por 24h, trocando a agua varias vezes, depois desfie e reserve. Refogar a cebola no azeite, juntar o bacalhau, tomate, azeitonas, adicionar salsa e retirar. Esperar amornar e colocar sobre a massa de torta. Bater os ovos, clara, creme de leite, sal e colocar sobre o refogado.

2. Salada de maionese light

Ingredientes: 1 chuchu; ½ abobrinha; 4 cenouras; ½ cebola; 1 copo de iogurte natural desnatado; 1 colher de sopa de maionese light; sal a gosto; cheiro-verde.

Modo de fazer: Picar os legumes e cozinhar em água com sal. Escorrer e misturar com os demais ingredientes.

3. Beijinho de abacaxi

Ingredientes: 1 abacaxi maduro; 500g de coco ralado sem açúcar; 2 colheres de açúcar demerara (dependendo da acidez do abacaxi e do seu paladar); Cravo da Índia e canela em pó (opcional).

Modo de fazer: Descasque o abacaxi e pique em pedaços bem pequenos, despeje-o em uma panela e leve em fogo médio por 5 minutos. Assim que estiver molinho, retire do fogo e bata ainda quente no liquidificador. Despeje o abacaxi na panela, adicione o coco ralado e açúcar e mexa até secar todo o suco do abacaxi. Retire do fogo e espere amornar, reserve na geladeira em um recipiente de vidro bem fechado por em média 3 horas. Unte as mãos com óleo, faça bolinhas, enrole no coco ralado, adicione o cravo da índia e armazene na geladeira até a hora de servir. Outra opção é servir de colher ou em tacinhas.

4. Bolo de Nozes 

Ingredientes: 2 xícaras de farinha de nozes - só bater as nozes no liquidificador que vira farinha; 3 ovos; 2 colheres de sopa de óleo; 4 colheres de sopa de adoçante culinário ou açúcar mascavo; 4 colheres de sopa de farinha de linhaça dourada; 1 colher de sopa de canela; 1 colher de sopa de fermento; 200 ml de leite (animal ou vegetal); 1/2 xícara de uvas passas.

Modo de preparo: No liquidificador, bata bem os ovos, o óleo e o leite. Acrescente os demais ingredientes e misture à mão. Despeje a massa em forma untada ou em forminhas individuais de muffin. Asse em forno pré-aquecido a 180º por uns 30 minutos ou até que o palito saia limpo quando espetado.

5. Arroz de Festa

Ingredientes: 2 colheres de sopa de manteiga ghee; 1 cebola pequena; 3 xícaras de arroz cru; 1 1/2 xícaras de uvas-passa; 1 xícara de amêndoas torradas; 1 xícara de cogumelos frescos picados; 5 xícaras de água fervente; 1 xícara de champagne; sal a gosto.

Modo de fazer: em uma panela, aqueça a manteiga e doure a cebola. Acrescente o arroz, refogue e acrescente as uvas-passa, metade das amêndoas, os cogumelos e o sal. Misture bem. Acrescente água e deixe cozinhar em panela tampada até começar a secar. Acrescente o champagne. Quando o arroz estiver cozido, desligue o fogo e deixe descansar por cerca de 15 minutos. Em uma frigideira, doure a outra metade das amêndoas. Deixe esfriar e acrescente ao arroz na hora de servir.

Alunos de Medicina promovem ação solidária neste Natal


O Natal chegou mais cedo para as crianças que estudam na Creche São Charbel, no Caxambu. Na manhã desta quarta-feira (12), alunos da Faculdade de Medicina de Petrópolis (FMP/Fase) realizaram a entrega dos presentes de Natal, arrecadados pelo projeto de extensão Juntos, somos um.

A iniciativa de arrecadar os brinquedos para fazer a surpresa aos pequenos começou dentro do campus universitário. Quatro alunos do curso de Medicina resolveram pedir às crianças da Creche São Charbel, localizada no Caxambu, e do Lar Nossa Senhora das Graças, em Corrêas, para escreverem cartinhas para o Papai Noel, contando o que gostariam de ganhar neste Natal. Muitos alunos da FMP/Fase participaram da campanha adotando uma carta e comprando os presentes, que foram colocados na árvore montada no hall principal da faculdade.

“É uma alegria muito grande ver o sorriso no rosto dessas crianças ao receber os presentes. Nós queremos promover mais atividades como essa, porque ainda   vemos muitos médicos distantes da realidade em que vive a comunidade onde atuam. Então, tivemos essa ideia para mantermos uma relação mais próxima das pessoas que precisam do nosso auxílio. Começamos pelas crianças, mas também queremos promover atividades para os idosos”, explica o idealizador do projeto de extensão Juntos, somos um da FMP/Fase, Victor Ladeira, aluno do terceiro período de Medicina.

O Projeto de Extensão Universitária pretende levar alegria a crianças carentes não apenas neste Natal, mas com o objetivo de propagar sentimentos de generosidade, acolhimento, amor, respeito e partilha, os alunos Matheus Stumpf, Pâmela Carvalho, Victor Ladeira e Victoria Paranhos estão empenhados em realizar atividades, ao longo do ano, nas datas comemorativas como carnaval, páscoa, festa junina e no dia das crianças.

“É emocionante participar de uma atividade como essa. As crianças estavam ansiosas esperando pela chegada do Papai Noel. A gente fica muito feliz, porque vê que são jovens que escolheram a medicina como profissão e já têm uma vocação para o trabalho social, principalmente nesse país que a gente vive e precisa tanto do olhar mais humano dos profissionais da área da saúde”, destaca Simone Maria Fones, professora na Creche São Charbel.

Os pedidos das crianças foram os mais variados. Bolas de futebol, bonecas, patins, tênis, mochila, sandálias, skate e até fantasia de princesa estava na lista de desejos dos pequenos.

“Eu ainda não sei andar de skate, mas acho muito legal as manobras que vejo os meninos fazendo. Agora que ganhei um, vou aprender a andar e me divertir com os meus amigos. Estou muito feliz”, disse o pequeno Yago Santiago, de 10 anos. 

Os acadêmicos escolheram este período de Natal para dar início à primeira etapa do projeto. No total, cerca de 200 crianças foram presenteadas. Para conhecer mais sobre o projeto de extensão universitária e acompanhar as próximas atividades, acesse, curta e siga a página do projeto nas redes sociais: @projeto_juntossomosum.
 
Os alunos de Medicina da FMP/Fase, que criaram o projeto "Juntos, somos um" , com o também aluno de Medicina que aderiu a ideia e se fantasiou de Papai Noel, e a colaboradora do projeto, vestida de Mamãe Noel. 

 

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Turma de 1982


 

A FMP/Fase recebeu uma visita especial, da turma que se formou em Medicina em 1982. Os ex-alunos, que completaram 36 anos de formados, retornaram à faculdade para conhecer o novo campus, pois na época em que estudaram na FMP, a instituição funcionava na Estrada da Saudade. O grupo ficou encantado com as novas instalações, que abrigam diversas salas de aula, laboratórios com equipamentos de ponta, e auditórios. 




sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

FMP/Fase e SMS investem em estudo sobre cárie em crianças das Escolas Municipais de Petrópolis

Um convênio firmado entre a Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) e a Secretaria Municipal de Saúde vai garantir que seja realizado o estudo epidemiológico para avaliação e prevalência dos índices de cárie dentária em crianças das escolas municipais de Petrópolis.
O objetivo do estudo é fornecer informações para que a Secretaria Municipal de Saúde tenha dados sobre as condições de saúde bucal das crianças, de modo que possa planejar ações e avaliar seu impacto no futuro.
“A amostra do estudo foi composta a partir das escolas municipais onde está sendo implantado o Programa Saúde na Escola (PSE), do Ministério da Saúde. Vamos avaliar a prevalência de cárie dentária nas crianças de 5 (dentição de leite), 8 (dentição mista) e 12 (dentição permanente) anos de idade. Nas crianças com 8 anos de idade, também está sendo avaliada a prevalência de uma alteração de formação do esmalte dentário denominada hipomineralização de molares e incisivos”, explica a coordenadora do curso de Odontologia da Fase, Vera Soviero.
Em Petrópolis, o Programa Saúde na Escola (PSE), do Ministério da Saúde, está sendo implantado em 56 escolas, sendo 22 exclusivamente Centros de Educação Infantil (CEI), 7 de Ensino Fundamental (do 1º ao 9º ano) e 27 que abrangem Educação Infantil e Ensino Fundamental.
Para o estudo, foram selecionadas as 27 escolas que contemplam as três idades a serem avaliadas: 5, 8 e 12 anos de idade. Foram incluídos na amostra do estudo, todos os alunos das escolas selecionadas, nas idades especificadas, totalizando 388 alunos com 5 anos, 615 com 8 anos e 604 com 12 anos de idade.
A ideia do estudo surgiu a partir das atividades desenvolvidas na disciplina de Saúde Bucal Coletiva na FMP/Fase que trata, dentre outros temas, da epidemiologia de doenças bucais. Sendo assim, um grupo de professores da FMP/Fase e alunos do sexto período do curso de Odontologia estão trabalhando no levantamento epidemiológico, permitindo que os universitários coloquem em prática conceitos que foram trabalhados em sala de aula.
“O trabalho de colaboração entre os órgãos governamentais e as instituições de ensino traz benefícios para ambos os lados. Na instituição de ensino, temos a experiência em realização de pesquisa científica e as ferramentas necessárias para o planejamento e execução de um projeto como esse. A Secretaria Municipal de Saúde de Petrópolis, em contrapartida, vai receber informações coletadas de modo sistemático, seguindo a metodologia recomendada pela Organização Mundial de Saúde, fundamentais para o planejamento de ações no âmbito da saúde bucal. O município não tem informações oficiais sobre o perfil epidemiológico de cárie dentária em crianças”, explica Vera Soviero.
A fase de coleta de dados já está sendo concluída, ou seja, as últimas escolas serão visitadas ainda esta semana. Em seguida, o grupo dará início à fase de concretização do planejamento.
Além do Curso de Odontologia da Fase e da SMS Petrópolis, o trabalho de colaboração também inclui a Faculdade de Odontologia da Uerj. Parte dos dados coletados dará origem a uma dissertação de mestrado. A mestranda, cirurgiã-dentista experiente, especialista em Odontopediatria, está liderando a coleta de dados e supervisionando os estudantes da Fase que estão atuando no estudo como examinadores e anotadores.

 

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Programação da Semana de 09 a 15 de dezembro de 2018


 
PROGRAMAS PRODUZIDOS PELA FASE TV:

 
Programa EM QUESTÃO
Tema: APA
A Área de Proteção Ambiental de Petrópolis, criada em 1982, representa quase 6% das áreas protegidas da Mata Atlântica, o bioma brasileiro mais devastado. Ela é o refúgio de milhares de espécies animais e vegetais. Muitas delas ameaçadas e que não existem em nenhum outro lugar do planeta. Além da proteção da biodiversidade, a APA também presta outros importantes serviços ambientais. Entre eles, a conservação de rios e nascentes que não só fornecem água para a população local, como contribuem para a bacia do Rio Paraíba do Sul, principal fonte de abastecimento da região metropolitana do Rio de Janeiro. O Em Questão sobre a Área de Proteção Ambiental de Petrópolis tem como convidado, o engenheiro agrônomo, Sérgio de Siqueira Bertoche, chefe da APA desde 2009.
Em Questão: Domingo, 21h
                     Segunda, 15h
                     Terça, 20h
                     Quarta, 18h
                     Quinta, 12h
                     Sexta, 9h e 21h
                     Sábado, 12h e 18h


Programa ARTE & CULTURA                
Tema: Frederico Puppi: Infinitos Universos
Frederico Puppi é um instrumentista italiano, radicado no Rio de Janeiro há 6 anos. No Brasil, mergulhou fundo em sua arte e lançou em 2015 seu primeiro CD – O canto da Madeira e em 2018, o segundo disco de sua carreira, “Marinheiro de Terra Firme”, que une Beethoven com drum n’ bass e fala sobre imigração em um contexto de música pop instrumental. O disco tem participação de Milton Nascimento e Ivo de Carvalho.  Como produtor, Puppi produziu o disco Guelã, da cantora Maria Gadú, indicado ao Grammy Latino como melhor álbum de MPB.
Arte & Cultura – Domingo, 12h e 18h
                            Segunda, 18h
                            Terça, 9h e 21h
                            Quarta, 15h
                            Quinta, 20h
                            Sexta, 18h
                            Sábado, 9h e 21h                    

Programa MINUTO FASE
Tema: 1º Congresso de Odontologia Regenerativa
Reconstruir tecidos danificados ou perdidos por trauma ou doença. Esse é o alvo da Odontologia Regenerativa. As aplicações da terapia celular na saúde bucal vêm sendo objeto de uma série de pesquisas nos últimos anos no Brasil e no mundo. Esses avanços foram discutidos no primeiro Congresso de Odontologia Regenerativa, na FMP/Fase. Durante o evento, realizado pelo Conselho Regional de Odontologia, foram apresentados os resultados do uso de diferentes terapias regenerativas. Entre elas, a aplicação das malhas de fibrina na cicatrização de procedimentos cirúrgicos. A FMP/Fase já realiza pesquisas bem-sucedidas na área. Uma delas, desenvolvida pelos professores Ricardo Tesch e Radovan Borojevic, utilizou o transplante de células-tronco para regenerar o tecido da mandíbula, em pacientes com doença degenerativa, com comprometimento do osso e da cartilagem. A expectativa é que em pouco mais de uma década os procedimentos odontológicos tenham passado por uma mudança radical, com menos intervenções reparativas e mais técnicas regenerativas. Outro alvo das pesquisas é a criação de novos dentes a partir do material biológico do próprio paciente: a chamada terceira dentição.
Minuto Fase: Nos intervalos, ao longo da programação.

Programa AO REDOR
Tema: Patrimônios da Humanidade /UNESCO - Agricultura Urbana/Haiti – Codex Alimentarius
A 37ª reunião da Comissão do Patrimônio Mundial da Unesco ampliou a lista dos Patrimônios da Humanidade. O episódio apresenta quatro novos detentores do título. O Ao Redor mostra também como a agricultura urbana está mudando a vida de famílias do Haiti. Gente que vivia em situação vulnerável e agora está aprendendo a cultivar hortas em plena cidade, utilizando pneus reciclados. O programa faz ainda um balanço dos 50 anos da Comissão Codex Alimentarius, que luta pelo cumprimento de padrões internacionais justos e seguros de produção e comércio dos alimentos.
Ao Redor: Terça, 14h30
                 Sexta, 10h
                 Domingo, 13h      


 
Programa COMO VAI VOCÊ?
Tema: Egressos de Medicina – Turma de 2003 – Saulo Baraldi – Médico Radiologista
O médico radiologista Saulo Baraldi, de São Paulo, não voltava a Petrópolis há 15 anos, desde sua formatura em Medicina pela FMP. Ele foi um dos organizadores do reencontro com a turma e não escondeu a emoção de rever os amigos e conhecer o novo campus da faculdade. 
 “Como vai você?”: Nos intervalos, ao longo da programação.

 FAIXA INTERATIVA

DOMINGO: Em Questão - Direitos Humanos

SEGUNDA: Em Questão - A Saúde Indígena

TERÇA: Em Questão - População em Situação de Rua

QUARTA: Em Questão - Cultura Indígena

QUINTA: Arte & Cultura - Naná Martins - Contadora de Histórias

SEXTA: Arte & Cultura - Mbyá Rekó: O Jeito de Ser Guarani

SÁBADO: Em Questão - Voluntariado e Ajuda Humanitária

Faixa Interativa: Diariamente em quatro horários: 5h, 11h, 17h e 23h

 
PROGRAMAS PRODUZIDOS POR PARCEIROS DA FASE TV:

Programa TOME CIÊNCIA            
Tema: Possibilidades e desafios do semiárido nordestino
Passam os anos e a seca aumenta em dezenas de cidades do Nordeste. A região conhecida como ‘semiárido’, a zona mais seca do país, se espalha e cada vez mais cidades são incluídas nesta classificação. Só em dezembro de 2017 a ampliação, feita pelo Ministério da Integração aconteceu em sete estados: Bahia, Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Pernambuco, Piauí e Paraíba, este o estado que teve o maior número de municípios incluídos: 24. As previsões variam muito, mas fica bastante claro que é grande a possibilidade do semiárido se transformar em região árida, com o perigo da desertificação.
Tome Ciência: Quarta, 21h
                        Domingo, 15h


 
Programa LIGADO EM SAÚDE           
Tema: PICS: Aromaterapia
Aromaterapia é uma técnica que usa os aromas liberados por óleos essenciais com finalidades terapêuticas, como promover o bem-estar, aliviar sintomas de doenças e fortalecer as defesas do corpo. Em mais um episódio da série especial sobre as Práticas Integrativas e Complementares (PICS) do Sistema Único de Saúde (SUS), o Ligado em Saúde fala sobre a aromaterapia. O programa explica como esses óleos essenciais atuam no organismo e como os aromaterapeutas chegam às combinações desses óleos. Para falar sobre o assunto, a apresentadora Marcela Morato recebe a aromaterapeuta Danielle Vilela Paulino.
Ligado em Saúde: Terça, 8h
    Quarta, 14h       
    Domingo, 19h30

Programa CIÊNCIA & LETRAS                 
Tema: A Poesia de Renato Rezende
O currículo de Renato Rezende conta que ele iniciou seus estudos acadêmicos no Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP) e foi diplomado como bacharel em Artes pela University of Boston, no Estados Unidos. Foi pesquisador de Cultura Contemporânea na Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO/UFRJ) e é mestre em doutor em Arte e Cultura Contemporânea pelo Instituto de Artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). O apresentador Renato Farias entrevista o próprio Renato Rezende para falar sobre suas poesias.
Ciência & Letras: Domingo, 14h
                            Segunda, 13h

                           Quinta, 19h30

Programa CANAL SAÚDE NA ESTRADA                                          
Tema: MS - Campo Grande - Assistência em Saúde para Diabéticos
O Canal Saúde na Estrada foi à capital do Mato Grosso do Sul, Campo Grande, para conhecer as ações desenvolvidas no Sistema Único de Saúde (SUS) para o controle do diabetes por lá. Esta edição mostrou as ações de prevenção e promoção da saúde, o acompanhamento da população desde a infância, o estímulo à prática de atividades físicas e à manutenção de uma alimentação saudável e o programa Hiperdia, que envolve um conjunto de ações para a prevenção e o diagnóstico precoce do diabetes e da hipertensão arterial.
Canal Saúde na Estrada: Segunda, 19h
                                        Sábado, 14h30


Programa EM FAMÍLIA                      
Tema: Obesidade
A obesidade é um problema crescente no Brasil. Segundo pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde, a proporção de adultos com excesso de peso aumentou de 46,5% para 53,7%, entre 2006 e 2016, e o percentual de obesos cresceu de 12,5% para 17,7%. Um aumento de cerca de 60%, que pode ter colaborado para o crescimento da prevalência de diabetes e hipertensão. Além de ter que lidar com questões relacionadas à saúde, quem sofre de obesidade também enfrenta desafios relacionados à gordofobia de boa parte da sociedade e, muitas vezes, existem dificuldades dentro da própria família. A apresentadora Yasmine Saboya conversa sobre o assunto com a guia de turismo, Edilma Bastos; com a enfermeira, Daniele Mara Felippe; e com a psiquiatra, Silvia Freitas.
Em Família: Quarta, 16h
                    Domingo, 22h

Programa UNIDIVERSIDADE                            
Tema: Juventude Negra e o Mercado de Trabalho
O país ainda atravessa um momento de dificuldade, com um alto índice de desemprego, que é mais grave entre os jovens. Ao mesmo tempo, pessoas negras enfrentam mais dificuldades que as brancas no mercado de trabalho, segundo avaliação do Ministério Público do Trabalho (MPT). Essas dificuldades envolvem progressão de carreira, a desigualdade de salários e o fato de que os negros estão mais vulneráveis ao assédio moral no ambiente de trabalho, apesar da proteção constitucional contra o racismo e a discriminação. O programa vai discutir como fica a juventude negra, que se encontra duplamente entre as parcelas mais desfavorecidas, quando o assunto é mercado de trabalho e os caminhos para se enfrentar este desafio.
Unidiversidade: Quinta, 16h
                          Domingo, 14h30


Programa HISTÓRIAS DE MÃE
Tema: Exercício físico na gravidez e a escolha da escola
Atividade física na gravidez. Será que a gestante pode praticar exercício? Fomos a um estúdio de Pilates descobrir como uma mãe está cuidando do corpo e da saúde. E ainda, o que uma ginecologista/obstetra diz a respeito de atividade durante a gestação. E mais, você pretende colocar seu filho(a) na escola? Então, está na hora de começar a buscar as melhores opções.  O "Histórias de Mãe" te ajuda nessa decisão, com dicas e a história de uma mãe de 3 crianças.
Histórias de Mãe: Quarta, 20h30
                              Domingo, 13h30


 
Programa FASE.DOC

Tema: Suicídio e desespero entre os indígenas do Brasil
Muitos jovens indígenas estão encontrando uma maneira definitiva de escapar do desespero: o suicídio. Por trás dessa tendência perturbadora estão os conflitos por terra.

Tema: Aldeia indígena em Maricá preserva o idioma guarani
A Aldeia Mata Verde Bonita (Tekoa Ka' Aguy Ovy Porã), visitada pela equipe do UNIC Rio, é uma das oito comunidades guaranis no estado do Rio, onde moram 73 pessoas em uma área de proteção ambiental com mais de 90 hectares. Sua língua materna é a variedade mbya do guarani, um idioma indígena do tronco tupi-guarani, falado por milhares de indígenas do Centro-Oeste ao Sul do Brasil e em países vizinhos, como Bolívia e Paraguai.

Tema: Intelectuais indígenas combatem falta de conhecimento sobre seus povos
A militância e o trabalho de escritores, educadores e artistas indígenas têm sido fundamentais para combater o preconceito e o desconhecimento da sociedade brasileira sobre esses povos, cuja história foi contada principalmente sob o ponto de vista de não indígenas.

Tema: Indígenas estão sendo assassinados em nome do ‘desenvolvimento’, alerta relatora da ONU
Indígenas estão sendo assassinados em nome do “desenvolvimento”, alertou em julho a relatora especial das Nações Unidas sobre os direitos dos povos indígenas, Victoria Tauli-Corpuz. Atividades como o agronegócio e o extrativismo representam riscos não só às suas terras, mas também a sobrevivência das comunidades.

Tema: ‘Defenda as pessoas, não governos’, diz chefe de direitos humanos da ONU
Nos últimos quatro anos, Zeid Ra’ad Al Hussein, alto-comissário da ONU para os direitos humanos, têm pressionado governos no mundo todo, exposto violações dos direitos humanos e defendido firmemente os direitos das vítimas. Ele está no fim de seu mandato, e será substituído a partir de setembro pela ex-presidente chilena Michelle Bachelet.

Tema: Indígenas do Japão lutam para conservar sua cultura
Os Ainus são um povo indígena no Japão e, por causa de políticas de assimilação implementadas pelo governo japonês no século XIX, chegaram a ser considerados um grupo étnico ameaçado. Hoje, há uma preocupação em conservar a rica cultura e idioma dos Ainus, incluindo seus rituais tradicionais, danças e músicas.

FASE.DOC: Terça, 18h
                  Domingo, 20h

Programa SALA DE CONVIDADOS
Tema: Violência Obstétrica
A violência obstétrica é o tipo de violência que pode ser cometida contra gestantes no pré-natal, durante o parto e no pós-parto e também no atendimento ao abortamento. Muitas mães passam por esse tipo de situação e não sabem que foram vítimas desse tipo de abuso por não conhecer suas características. Ela pode se manifestar por meio da realização de procedimentos invasivos desnecessários, comentários constrangedores e até negligência por parte dos profissionais de saúde envolvidos nesse momento tão delicado da vida da mulher. Para aprofundar o assunto, o programa recebe a coordenadora adjunta da pesquisa Nascer no Brasil, doutora em saúde pública e pesquisadora Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP/Fiocruz), Silvana Granado; a enfermeira obstétrica, pesquisadora e parteira, doutora em Ciências Médicas pela UERJ, Maíra Libertad; e a enfermeira obstétrica, professora da UERJ e doutoranda em epidemiologia pela ENSP/Fiocruz, Edymara Tatagiba Medina.
Sala de Convidados: Segunda, 21h
                                  Sábado, 15h


 

Programa: BATE-PAPO NA SAÚDE
Tema: Leis de Iniciativas Populares
A Constituição Federal permite que a sociedade apresente projetos de lei à Câmara dos Deputados. Para isso, é exigido que a proposta seja assinada por, no mínimo, um por cento do eleitorado nacional, cerca de 1,5 milhão de pessoas, distribuídos por pelo menos cinco estados, com ao menos 0,3% dos eleitores de cada um deles. Nesta edição do Bate Papo na Saúde, o apresentador Paulo Bellardi entrevista o presidente de Direito Constitucional do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Sérgio Sant’Ana, e o coordenador de Mobilização e Incidência da Casa Fluminense, Douglas Almeida para esclarecer as de iniciativas populares.
Bate-papo na Saúde: Quinta, 8h30
                                   Sábado, 19h


 
Programa: CURTA AGROECOLOGIA
Tema: Chapada do Apodi - Morte e Vida
Conta a história de trabalhadores rurais que vivem na Chapada do Apodi que desenvolvem vários tipos de câncer por trabalharem com veneno .
Curta Agroecologia: Segunda, 16h
                                 Sábado, 22h


 

Veja também o noticiário: Em Pauta na Saúde em quatro horários: 4h30, 10h30, 16h30 e 22h30.