terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

FMP/Fase recebe reunião da Rede Cegonha

Nessa segunda-feira (24), representantes de 16 municípios da Região Serrana do Estado se reuniram na FMP/Fase para discutir o projeto de implantação da Rede Cegonha, uma estratégia do Ministério da Saúde que visa estruturar e organizar a atenção à saúde materno-infantil no país. Durante a reunião de trabalho foi definida a realização de um seminário sobre boas práticas no hospital e pré-natal de baixo risco, além de cursos de capacitação para os profissionais da saúde.

Segundo a professora da FMP/Fase e coordenadora dos Programas de Saúde de Petrópolis, Adriana Jacques, o Hospital de Ensino Alcides Carneiro é visto como uma vantagem para que o município receba os recursos necessários para a implantação da Rede Cegonha. “O hospital é o único da região credenciado como Hospital de Alto Risco. O nosso objetivo é sensibilizar para o acolhimento e acompanhamento da gestante, e a humanização do parto. Dessa forma, contaremos com profissionais mais humanizados”, esclarece a médica.

 Dentre as prioridades para utilização dos recursos do Ministério da Saúde, no programa, estão a qualificação do exame pré-natal, habilitação de alas de alto risco, como UTI neonatal e de adulto, reforma de ambiências e maternidades, aquisição de Centro de Parto Normal e, principalmente, a qualificação dos leitos do Hospital de Ensino Alcides Carneiro.

A Rede Cegonha está sendo implantada em todo o território nacional para assegurar às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo e a atenção humanizada à gravidez, ao parto e ao puerpério (período de 24h após o parto), bem como assegurar às crianças o direito ao nascimento seguro e ao crescimento e desenvolvimento saudáveis.







Professores Álvaro Veiga, à esquerda, e Vander Guimarães, à direita.

Professora Adriana Jacques ao centro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Departamento de Comunicação Faculdade Arthur Sá Earp Neto e Faculdade de Medicina de Petrópolis