quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Emoção marca encontro de alunos da segunda turma de Medicina formada pela FMP


No último sábado (18), a Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) foi palco de um emocionante e nostálgico encontro entre os alunos da turma de Medicina de 1973, a segunda da história da FMP, mas a primeira a prestar o vestibular específico para a instituição. Mais do que apenas um encontro, foi a oportunidade de renovar laços de amizades que já duram meio século.

Esse sentimento foi corroborado pelas palavras de um dos alunos daquela turma, Marco Antônio Moreirão, ortopedista e traumatologista, que destacou os momentos de renovação e reciclagem interior proporcionados pela reunião. “Estar aqui é renovar tudo. É muito bom rever os colegas, muita gente que eu não via há anos. Infelizmente, alguns já morreram e outros não puderam vir, mas quem veio está feliz, nossa amizade é imperdível”, disse.

Também foi a chance para os “alunos da primeira hora” verem as transformações pelas quais a Faculdade de Medicina de Petrópolis tem passado, desde a implantação, em 1967, na antiga sede, no Cascatinha, até o que se tornou hoje: uma faculdade de renome nacional, referência na área, nota 5 no MEC, que recebeu, recentemente, o selo de Escola Médica de Qualidade, conferido pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Escolas Médicas (ABEM).

“Eles estão emocionados, pois não conheciam a nossa bela faculdade. A FMP iniciou no Cascatinha, de forma bem modesta, e atualmente é essa magnitude que as pessoas se apaixonam. Agora, imagine um ex-aluno que não viu esse avanço todo no dia a dia. É um encontro muito bom para ele e para nós também”, destacou Paulo Cesar Guimarães, professor e diretor da FMP.

Na oportunidade, os alunos foram homenageados com um antigo quadro de fotos da turma, que foi restaurado e ficará fixado em um dos principais corredores da faculdade. Além disso, ainda puderam conhecer o campus e também o novo prédio, um anexo sustentável, que conta com um Centro de Simulação, quadra poliesportiva, auditório e mais 15 salas de aula.

Para Maria Isabel de Sá Earp, supervisora geral da FMP/Fase, um encontro como esse é importante do ponto de vista afetivo, mas também ajuda a revelar o sucesso do processo educativo. “Conseguimos perceber se formamos bons médicos, mas, principalmente, se eles estão exercendo a profissão com ética, cuidado e empenho. Ficamos muito agradecidos pelas lembranças que eles trazem, pois isso mostra que os valores e princípios da escola realmente fizeram marca em suas vidas”, afirmou.

Até hoje, a FMP/Fase já formou mais de quatro mil médicos, que exercem a Medicina Assistencial e Acadêmica no Brasil e em vários outros países. Em breve, novos alunos vão ajudar a escrever mais um capítulo da história da formação de excelência em Medicina: as inscrições para o Vestibular 2019 estão abertas até o dia 10 de setembro, com 150 vagas para o próximo ano, sendo 75 em cada semestre. Mais informações em http://fmpfase.edu.br/vestibularMed/
Registros do encontro:




 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Departamento de Comunicação Faculdade Arthur Sá Earp Neto e Faculdade de Medicina de Petrópolis