quarta-feira, 2 de março de 2016

PMP e FMP/Fase recebem os ingressantes das Residências Médica e Multiprofissional da Saúde

A direção da Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) e o prefeito Rubens Bomtempo receberam, na tarde desta terça-feira (01), os vinte e cinco novos residentes que vão atuar na prestação de atendimentos na área de saúde pública do município, com o objetivo de se especializarem nas áreas de residência Médica e Multiprofissional da Saúde.

“O processo de estudos na residência médica é muito importante, pois o aluno sai da graduação com algumas inseguranças e precisa do apoio e da supervisão de médicos mais experientes para que aprenda, na prática, e possa trocar informações, antes de ser totalmente responsável pelo atendimento do paciente”, destacou o médico Paulo Cesar Guimarães, diretor da Faculdade de Medicina de Petrópolis.

A atual situação do cenário público de saúde no Brasil, que é motivo de constante análise e reflexão entre os profissionais que atuam neste segmento, também pautou o encontro com os novos residentes. A supervisora geral da FMP/Fase, Maria Isabel de Sá Earp de Resende Chaves, discursou sobre a necessidade de formar profissionais qualificados, que atuem na saúde pública.

“Os profissionais da área de saúde têm um poder enorme de transformação. O Sistema Único de Saúde do nosso país precisa de pessoas realmente comprometidas com a excelência dos atendimentos prestados à população. Nós, enquanto instituição de ensino focada no setor de saúde, temos o compromisso de garantir bons espaços de aperfeiçoamento e aprendizagem, com os mais variados profissionais para auxiliar nesse processo de construção do conhecimento. Peço que vocês aproveitem esse período de formação e sejam realmente agentes transformadores do SUS”, frisou.

Há 16 anos, a Faculdade de Medicina de Petrópolis, em parceria com a Prefeitura Municipal de Petrópolis, oferece especializações em diversas áreas da saúde, para que os profissionais possam atender a essa grande demanda do Sistema Único de Saúde. Os cenários de prática para atuação dos novos profissionais serão: as residências em Clínica Médica, Cirurgia Geral, Ginecologia e Obstetrícia, Anestesiologia, e Radiologia, no Inca; Clínica Médica e Neonatologia, no Hospital Geral de Bonsucesso; Radiologia, na Clínica Multi-imagem, Enfermagem Intensiva, no Hospital Alcides Carneiro, e as residências multiprofissionais, que envolvem enfermeiros, psicólogos e nutricionistas, nos CAPs, NIS, Casa de Acolhimento de Menores, HAC, PSFs e escolas de Petrópolis.

“Temos um amplo cenário para prática e aprendizagem dos residentes. Esse momento de estudos é uma forma de amadurecimento dos conhecimentos adquiridos durante a graduação e que devem ser aplicados nos atendimentos, com bom senso e muita atenção aos sintomas dos pacientes. A falta de recursos liberados pelos governos federal e estadual é uma realidade em diversas cidades do país. Precisamos enfrentar esses desafios e oferecer o melhor atendimento possível às pessoas que confiam no nosso trabalho”, salientou o prefeito, Rubens Bomtempo.

Os residentes, vindos de vários locais do país, estão otimistas com a nova jornada. Mariana Cipriano, que morava no Espírito Santo, passou em três processos seletivos para cursar a residência em pediatria. Além de Petrópolis, Rio de janeiro e São Paulo estavam entre as cidades para escolha da recém-formada, que optou vir morar na Cidade Imperial.


“Eu gosto muito de Petrópolis por conta da segurança, do clima e da hospitalidade das pessoas. Além disso, a cidade oferece muitos locais de atuação para aprendizagem prática, o que me chamou a atenção. Eu escolhi pediatria por me identificar com a área e por perceber a necessidade de profissionais comprometidos atuando nesse setor. Vou me dedicar ao máximo para absorver ainda mais conhecimento” disse animada. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Departamento de Comunicação Faculdade Arthur Sá Earp Neto e Faculdade de Medicina de Petrópolis