quarta-feira, 16 de abril de 2014

Chocolate amargo é o aliado perfeito para manter o bom humor



Uma boa notícia aos chocólatras de plantão: comer chocolate amargo melhora o humor e diminui o estresse. O alimento destacado por muitos como o manjar dos deuses não tem apenas o sabor incomparável, mas contém substâncias que influenciam diretamente na produção de endorfina e dopamina, responsáveis pelo aumento dos níveis de serotonina no organismo, dando ao corpo uma sensação de relaxamento.

“Comer chocolate me faz esquecer os problemas. Me sinto em outro mundo. Realmente, adoça a minha vida e tira toda a tensão quando estou irritada ou ansiosa. Chocolate é tudo de bom”, declara Jessica Couto, manicure.

O chocolate é um alimento que estimula vários sentidos. Além do aroma e do sabor, associados à textura suculenta, que derrete na boca, possui ainda a feniletilamina, a famosa substância da paixão, que reage no organismo melhorando a disposição e o bem-estar.

“Como muito. Eu não sei nem explicar direito a minha necessidade de consumir chocolate, mas parece que o meu corpo pede. Às vezes me ajuda quando estou ansiosa e, quando percebo, lá se foi uma barra inteira”, ressalta Florence Guedes, veterinária.

A professora de Nutrição da Fase, Giselle França, explica que o Cacau ou chocolate amargo, por conterem em sua composição flavonoides e polifenois, substâncias antioxidantes, proporcionam muitos benefícios à saúde. Além desses compostos, o chocolate amargo apresenta algumas substâncias alcaloides, como a cafeína e a teobromina, que estimulam o sistema nervoso central e agem melhorando a disposição, dando mais energia, além de melhorar a concentração.

“Justamente por todos esses benefícios, que o cacau ou o chocolate amargo são indicados em caso de ansiedade, TPM e alguns estados depressivos. Porém, não são todos os chocolates, mas sim os que possuem maiores concentrações de cacau”, enfatiza Giselle França.

As pessoas que consomem chocolate regularmente devem estar atentas em relação à quantidade que podem ingerir, para não prejudicarem o organismo. Afinal, o chocolate também possui valores calóricos elevados em sua composição e o excesso pode acarretar no ganho de peso corporal.

“A recomendação para que se alcance os benefícios funcionais é de 30 a 50g de chocolate amargo/dia, até porque possuem propriedades benéficas, mas são calóricos. Lembrando, ainda, que algumas pessoas podem ter sua indicação reduzida, como pacientes diabéticos descompensados, para evitar o aumento dos níveis de glicose sérica”, finaliza a nutricionista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Departamento de Comunicação Faculdade Arthur Sá Earp Neto e Faculdade de Medicina de Petrópolis